Disqus for Eclausuradas nas Histórias

Resenha: A Filha da Minha Mãe e Eu


    Esse livro estava na minha lista de desejados a um bom tempo, eu simplesmente não queria tirar da cabeça minha vontade e lê-lo. De antemão, digo que não me decepcionei.
     A Filha da Minha Mãe e Eu conta a história de Mariana, que logo após de descobrir que estava grávida, resolve repensar todo o seu relacionamento com a mãe. Naná, como é assim apelidada carinhosamente pela família, é uma criança normal, que assim como todas, precisa de muita atenção e carinho. Durante sua vida, sempre foi tratada de um modo mais severo e desleixado do que seu irmão Guga, ou pelo menos era assim que achava. Conforme foi amadurecendo, ela começou a entender que sua mãe, Helena, tinha motivos para ser do jeito que era. A vida da mãe tinha sido sofrida, e como todas as outras mães, Helena só queria dar aos filhos tudo aquilo que ela nunca tivera oportunidade de ter.

Perdi as contas de quantas vezes fui mal interpretada por minha mãe. E de quantas palavras injustas ela me disse. Naquela hora, tudo o que ela queria era, de novo, me sentir protegida pelo amor dela, exatamente como me senti no acidente. Mas acho que ela não percebeu isso. Ou talvez ela também quisesse tanto um colo que não poderia me dar o seu naquele momento. Só muito anos mais tarde entendi que não era comigo que ela estava nervosa, mas com a mãe dela.
 
    Bom, o que falar mais desse livro? Tudo o que eu posso dizer a vocês é uma lista gigantesca de adjetivos bons. Maria Fernanda narrou uma história de um modo tocante e acima de tudo real, essa é uma daquelas histórias que você se vê dentro.
     Esse livro me fez pensar da minha própria relação materna. Pensar e repensar. E aposto que se você ler, também fará isso. Vamos falar a verdade, relacionamentos mães nem sempre são fáceis. Por mais difíceis que sejam, é recompensador, pelo menos eu penso assim.
     A resenha ficou curtinha e peço que me desculpem por isso, mas é que não consigo descrever o quanto esse livro me tocou. Acho que minhas lágrimas involuntárias falaram por si mesmas.
     A Filha da Minha Mãe e Eu é uma obra nacional e mais do que recomendada.

Trilha Sonora Indicada:


Sinopse: Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família, A filha da minha mãe e eu conta a história do difícil relacionamento entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas. Inicia-se, então, uma revisão do passado – processo doloroso, mas imensamente revelador, pautado por situações comoventes, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um. 





10 comentários:

  1. Nossa, eu queria muito lê-lo, mas não sabia que era tão bom. Li críticas muito boas dele, mas não tive ainda a oportunidade de tê-lo. Valorizo muito os livros nacionais, espero que este seja minha próxima leitura :)
    Abraços ^.~

    ResponderExcluir
  2. Curti a resenha. Não sabia que poderia ser tão bom assim! Ótima resenha.

    Tem meme pra vc lá no blog! Um beijo!
    http://perdidasnabiblioteca.blogspot.com.br/2012/10/memes-e-selinhos-9-conheca-o-blogueiro.html

    ResponderExcluir
  3. Parece ser bem fofinha a história, já sei que vou chorar, rs. Você vai me emprestar Lore? ):


    Beijos,
    http://garotameiosangue.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Desejos de Sábado28 de outubro de 2012 06:44

    Oi, Lore!

    Já li algumas resenhas sobre esse livro, mas nunca chamou minha atenção. Geralmente elas são boas, e mesmo assim não conseguiu me atrair. Quem sabe eu leia ele no futuro, mas agora não é minha prioridade.

    Beijão,
    Gabe
    http://desejosdesabado.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Lorena
    Sua resenha ficou tão boa! Você bem sabe que não gosto muito de livros desse tema ,mas a forma como você escreveu, curta, direta e simples, mas tão tocante, chamou minha atenção. Pronto, mais um na minha lista de desejados!
    Um grande bj.
    Gleyce

    ResponderExcluir
  6. Que lindo,posso assegurar a você que realmente quando dizem que "você só saberá o que eu sinto quando você for mãe" é a pura verdade,digo isso porque só percebi quando fui mãe,o amor, a preocupação e o porque de muitas coisas,inclusive quando achamos que as mães são chatas,mas é que como se a vida saísse do nosso corpo e tivesse uma nova e melhor chance,acho que é um pouco disso que o livro fala, pelo menos é o que me passou sua resenha que é curta, mais foi ótima.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir