Disqus for Eclausuradas nas Histórias

Resenha: Caminhos de Sangue


   
     Caminhos de Sangue, uma grata surpresa escrita de forma errada. Calma, irei explicar.
   
     Numa parte deserta e arruinada do planeta, vivem os três irmãos Saba, Lugh e Emma junto com seu pai.  Em um dia não muito bom péssimo, para falar a verdade, parece que todo o mundo irá desabar em cima de Saba. Depois de Lugh e seu Pai brigarem, uma estranha tempestade de terra começa e quatro misteriosos homens aparecem, assassinam seu pai e levam Lugh para um lugar desconhecido.  Saba se vê em desespero. Junto com sua irmã Emma que tanto despreza, ela vai tentar resgatar seu irmão vivo.  Nossa protagonista não tem ideia do que terá que encarar para conseguir isso.
   
     Bom, para começar, primeiramente gostaria de dizer que muitos não vão gostar de Caminhos de Sangue. ‘‘Mas, Lore, se a história é tão boa, porque não iríamos gostar?’’ A escrita, meus caros amigos. A escrita de Moira Young é algo novo que por muitos não será bem aceito. Saba é uma protagonista forte, mas que tem 17 anos sem estudo nenhum, ou seja, não sabe ler nem escrever. E pouco sabe se expressar. Nos verbos em gerúndio, como ‘‘andando’’, ‘‘conversando’’ e ‘‘sabendo’’, por exemplo, no livro, essas palavras são escritas assim: ‘‘andano’’, ‘‘conversano’’ e ‘‘sabeno’’. Sem falar em respostas curtas como ‘‘não sei’’, ela escreve ‘‘num sei’’.  Ela também repete muito as palavras, tipo, muito mesmo e nas falas, não existem travessões, só aspas mesmo. Sintam o drama:

“Eu num sabia que tudo podia tá bem num momento e então no momento seguinte ficar tão ruim que parece que antes era tudo um sonho.”   
     POIS É, GENTE. Mas, apesar do livro ter tudo para ser um imenso desastre, o livro é bom. Muito bom. Bom, muito bom, muito mais do que bom, é excelenteeeeeeeeeeeee.
   
     A escrita é algo que realmente irrita no começo e me deixou pensando: ‘’Porra, essa história é muito boa, mas por que diabos a autora não escreveu esse livro em terceira pessoa e deixou os erros ortográficos só nas falas das personagens? Seria muito melhor. ’’ Mas a história é tão, tão, tão mais tão boa que depois você se acostuma com todos os erros e a escrita infantil de Saba.
 
     Porém, a história só fica boa mesmo quando o Jack *suspiros* aparece. Não posso dizer quando ele aparece ou como, porque seria spoiler, mas quando apareceu, fiquem assim:

JACK, SEJA MEU.
 
     GENTE. O JACK. INDESCRITÍVEL. Acho que romance é a melhor coisa do livro, sinceramente. Provavelmente isso que eu acabei de falar é um spoiler, me desculpem mas EU NÃO POSSO SURTAR SOZINHA. O foco da história não é esse, mas foi o que eu mais gostei.
 
     A Saba é uma ótima protagonista, mas no começo a achei muito chata porque ela idolatra Lugh. Sim, idolatra. Ela fala tanto de como ele é maravilhoso e perfeito que algumas vezes até duvidei da sua existência. Depois de perceber no que Lugh estava envolvido, ela amadurece muito. Acredito que os personagens que aparecem no decorrer do livro inclusive Jack também a ajudaram nisso.

     Os capítulos são nomeados com lugares que a Saba se encontra em sua jornada à procura do irmão. Dentro dos capítulos, existem subdivisões que são muito bem divididas nos momentos necessários.

     A diagramação está muito linda, com corvos em toda parte. Dentro da história, Saba tem um corvo chamado Nero que a acompanha para todos os lugares. Ele tem um papel muito importante dentro do livro.

     Com relação à comparação de Jogos Vorazes: idiotice. Nada a ver, gente. São duas distopias, mas tem histórias completamente diferentes. É como comparar Dezesseis Luas com Crepúsculo. Entenderam? Então.
 
     Na contra capa do livro, diz que os direitos de adaptação de Caminhos de Sangue já foram comprados. Não consigo esperar por isso. Preciso de informações. QUERO SABER QUEM VIRÁ A FAZER O JACK. SO MANY FEELINGS.
 
     Rebel Heart, o segundo volume da série Dustlands, COM O JACK NA CAPA, ainda não tem data de estreia aqui no Brasil.

 
     Acho que a Intrínseca deveria publicar Rebel Heart o mais rápido possível. Ao acabar Caminhos de Sangue, fiquei exatamente assim:

I NEED MORE.

     Gente, recomendo esse livro demais. A história é maravilhosa e apesar de estranhar no começo, te prende de um jeito inesperado e você não consegue largar.


Trilha Sonora Indicada:



Sinopse: Saba passou a vida inteira na Lagoa da Prata, uma imensidão de terra desértica assolada por constantes tempestades de areia. O lugar não a incomoda, contanto que o irmão gêmeo, Lugh, esteja por perto. Quando, porém, uma gigantesca tempestade chega trazendo quatro cavaleiros de mantos negros em seu rastro, a vida que Saba conhece chega ao fim: Lugh é raptado e ela tem que embarcar em uma perigosa jornada para resgatá-lo. Repentinamente jogada na realidade selvagem e sem lei do mundo além da Lagoa da Prata, Saba não consegue pensar no que fazer sem Lugh para guiá-la. Por isso, talvez a maior surpresa seja o que descobre sobre si mesma: é uma lutadora incansável, uma sobrevivente feroz e uma oponente perspicaz. Com a ajuda de um audacioso e atraente fugitivo e de uma gangue de garotas revolucionárias, Saba se torna a protagonista de um confronto que vai mudar o destino de sua civilização. Com ritmo arrasador, ação constante e uma história de amor épica, Caminhos de Sangue é uma aventura grandiosa ambientada em um mundo futurista e violento. 

Book Trailer





8 comentários:

  1. Oi Lorena :D

    Resenha ótima! Acabei de descobrir música nova da Florence rs.

    Mas falando sobre o livro, eu ainda não o li, e quero lê-lo em breve pela história, porque só o trecho do livro que você colocou já me irritou bastante, odiei a forma como a autora escreve e acho que isso vai me incomodar bastante!

    E também preciso ler o livro por causa desse tal de Jack né? quero saber o que ele tem demais rs.
    Enfim, parabéns pela resenha!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Já sei que vou ficar profundamente irritada com a escrita caso vá ler esse livro. Li um outro livro recentemente cuja protagonista utilizava muitas gírias e só isso já me irritou imagina todo o livro escrito assim. Mas mesmo assim fiquei empolgada com a história (e com a resenha, claro).


    Toda distopia o povo quer comparar com Jogos Vorazes, não tem jeito. É o mesmo drama das comparações com Crepúsculo. Enfim, adorei a resenha (:


    Beijo:*
    Naty.

    ResponderExcluir
  3. Que resenha espirituosa e diferente! rs
    Sempre encontro as resenhas mais chatas e monótonas! Até eu faço umas assim... rsrs
    Mas desse jeito é inovador!
    Continue assim! Só demonstra mais ainda suas emoções durante a leitura!

    ResponderExcluir
  4. Ai, todo mundo fala sobre a escrita, mas acho que é a forma de deixar tudo mais realista, e é reflexo da protagonista.

    Tenho muita vontade de ler - desde que vi a capa, pq é muito linda!



    Espero também ficar assim pelo Jack. Me apaixono fácil =P


    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Ouvir falar muito bem desse livro e depois dessa resenha, não tem como não ler.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lore! Que resenha maravilhosa, gostei muito, mas muito mesmo. Este livro me chamou a atenção desde o seu lançamento e após ler a sua resenha, arrependo-me eternamente por não tê-lo comprado ainda. Eu acho que a escrita "infantil" da personagem não me afetaria tanto, pois estou acostumado com livros que possuam uma narrativa semelhante a esta.

    Espero ler em breve, e desejo que lancem o filme logo!

    Grande beijo,http://umleitoramais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Elidiane - Leitura entre amiga13 de fevereiro de 2013 16:50

    Oii!!
    Gosto desse gênero de livro, ainda não tinha lido nada sobre Caminhos de Sangue.
    E agora eu necessito conhecer o Jack! Hahahha
    Esses livros que começam esquisito, mas que terminam sendo nossos favoritos, são os melhores! <3
    Ótima resenha!


    Beijos


    Elidiane - Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  8. Vitória Rodrigues3 de março de 2013 07:41

    Primeira resenha do livro que leio, então, sinta a grande responsabilidade. Eu já tinha visto algumas coisas do livro, mas ainda não tinha sentido nenhuma vontade especial de lê-lo (e mesmo se sentisse, ainda tenho que cumprir minha metade, o que não ajuda). Mas sua resenha me deixou curiosa. PRECISO CONHECER ESSE JACK. KKKKKKKKKKKKKK. Vai ser mais um pra apaixonar? Hummmm, verei.
    Ótima resenha, um dia leio o livro e ai vou ver se concordo com sua opinião o/

    Beijos,

    Shake Your World

    ResponderExcluir